quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

Um Governo de Moleques

Só posso chamar de delinqüente, moleque e fanfarrão um governo que prometeu e assegurou não aumentar impostos há poucos dias - pela boca do próprio presidente -, e no primeiro dia útil do ano apresenta seu pacote tributário elevando em R$10 bilhões a tungada sobre os que trabalham.

Nem 10 bilhões de litros de óleo de peroba conseguem lustrar a cara-de-pau desses meliantes.

Levando-se em conta que o chefe da gangue garantiu ser uma metamorfose ambulante, nada mais natural. Luis XIII já pode vir a público e afirmar que mudou de idéia. Combinou com a oposição não aumentar impostos; garantiu ao povo brasileiro não aumentar impostos e agora mete a mão em "apenas" R$ 10 bilhões.

Que sirva de lição para os que ainda acreditam na conversa desses enganadores; que sirva de lição para os que acreditam que Lula não vai tentar o terceiro mandato. A palavra deles tem menos valor que seus próprios excrementos.

Fiquem com a explicação imoral, revoltante e indecente do nosso grande ministro Guido Mantega sobre a quebra do acordo: “O compromisso do presidente Lula era de não promover alta de impostos em 2007. E de fato não o fez. Estamos fazendo em 2008, o que está dentro do programado”

Sinceramente... falar o quê?

2 comentários:

tunico disse...

É. Falar o que? Vão à merda!

Saskia disse...

Falar nada...
Vão mesmo á merda, todos eles, quem votou neles e quem irá votar de novo neles...o que eu não duvido que aconteça..