sábado, 30 de junho de 2007

Alguém tinha dúvidas disso?

Do Blog do Josias:
"De volta ao Acre, depois de renunciar à presidência do Conselho de (falta de) Ética do Senado, Sibá Machado (PT-AC) reconheceu o óbvio: em entrevistas a repórteres de jornais de sua província, disse que há no conselho um “jogo de interesses” para livrar Renan Calheiros (PMDB-AL) de uma punição.
O próprio Sibá fez o que pôde. Conta que, ao repassar à Polícia Federal os documentos da defesa de Renan, para que fossem submetidos a perícia, fez uma recomendação: "Pedi à polícia que não extrapolasse sua competência", recorda. Esforço vão.

O relatório dos peritos da PF, embora preliminar, crivou de dúvidas as alegadas transações agropecuárias com que o presidente do Senado diz ter bancado a pensão alimentícia da filha que teve com Mônica Veloso. Os peritos deixaram claro que o papelório de Renan merece uma averiguação mais vagarosa e detida.

Surpreendido pelo teor do texto da PF, o grupo de Renan pôs em movimento o “jogo de interesses”. Segundo as revelações de Siba, o objetivo da milícia parlamentar que está a serviço do acobertamento é transferir as apurações do âmbito do Conselho de (A)ética do Senado para o STF.

Ainda segundo Sibá, o cinturão de proteção a Renan mira a disputa presidencial de 2010. Ele conta que o enrolado presidente do Senado rumina a pretensão de tornar-se candidato a vice-presidente da República na chapa de um eventual presidenciável do PMDB.

Sibá fez uma outra revelação surpreendente em suas entrevistas acreanas: disse que o ex-relator Epitáfio Cafeteira (PTB-MA), aquele que sugeriu o enterro de um escândalo vivo, sem nenhum tipo de investigação, renunciou ao cargo e não pediu licença para tratamento médico, como vem sendo divulgado. Segundo ele, Cafeteira não estaria agüentando às pressões de aliados e da opinião publica.

De resto, o ex-presidente do Conselho de (pouca) Ética afirmou que decidiu abandonar a apuração do Renangate porque não desejava entrar em conflito com os interesses do seu partido, o PT, e do Palácio do Planalto. As revelações de Sibá foram noticiadas neste sábado pelo sítio Acre 24 Horas. No mesmo endereço, há a reprodução de reportagem veiculada neste final de semana de Veja.

A revista relata, a certa altura, que, em conversa com Ideli Salvati (SC), líder do PT, o próprio Renan Calheiros “exigiu que Sibá Machado fosse destituído da presidência do Conselho de, digamos assim, Ética”. O texto prossegue: “Em seguida, Renan brindou o Planalto com uma demonstração de seu poder: parou os trabalhos do Senado e não votou uma única matéria de interesse do governo. Alarmada, Ideli, obedecendo a ordens do Planalto, passou a forçar a renúncia de Sibá Machado”.

Há ainda uma entrevista do também acreano Tião Viana (PT-AC), primeiro-vice-presidente do Senado e substituto constitucional de Renan Calheiros. Ele diz que o trabalho do Conselho de (ausência) de Ética terá de ser submetido à Mesa diretora do Senado. Uma mesa presidida pelo réu Renan.

“A pressão é muito grande em todo o Senado, principalmente por parte da imprensa e da sociedade brasileira, que querem o esclarecimento e a apuração do caso”, disse Tião Viana. Ele alimentou uma tese que serve aos interesses da milícia parlamentar de Renan.

Disse que só o STF, mediante solicitação do presidente do Conselho de (A)ética ou do Ministério Público, poderá autorizar o processo investigativo sobre os negócios bovinos do presidente do Senado. Uma tese vivamente contestada pelo senador Demóstenes Torres (DEM-GO). “Se receber um pedido do Senado, o STF vai fazer um aviãozinho com o documento”, diz Demóstenes."
Sem comentários.

sexta-feira, 29 de junho de 2007

Caos Aéreo

Diletos amigos:
Vítima da incompetência gerencial que assola este governo desde que assumiu, provei do veneno lulista ao ter de suportar, com esposa e filho, nada menos que três horas de atraso no vôo que deveria ter partido de Guarulhos ontem às 22:50 tendo como destino João Pessoa.
O tempo vai passando e ninguém aponta uma solução, ao passo que nós, o povo brasileiro, mais precisamente a mal-fadada e quase extinta classe média, vai, sentada no chão, como diria Raul Seixas, "com a boca escancarada e cheia de dentes, esperando a morte chegar".
Nenhuma explicação para o atrazo. Nenhuma satisfação por parte de quem quer que seja, INFRAERO, ANAC, Companhia Aérea, o irmão do Lula, o Valdir Pires, A namorada/amante do Renan, o Brigadeiro Saito, ninguém, ninguém mesmo, apareceu para dar uma explicação sequer, para oferecer sequer um copo d'água, para pelo menos ter dó e compaixão de meu filho, que aos 7 anos, em plena madrugada, dormia no chão do aeroporto de Cumbica.
Acabo de retornar dos EUA. Finalizo, para analise dos senhores, com um relato: Na madrugada do dia 19 para o dia 20 de junho, Nova Iorque e o norte dos EUA foram assolados por várias tempestades, o que levou a atraso nos vôos que saíam daquela cidade e de outras.
As emissoras de tv mostravam, por volta das seis da manhã, pessoas esperando, também sentadas no chão, no aeroporto de La Guardia e no JFK, mas observem vocês, tudo por conta do clima.
Pois bem, o dia amanheceu e a chuva cessou. Às 11:30 embarquei, com minha família, em um vôo da Delta para Orlando, no horário pré-estabelecido.
Acho que os controladores de voô de lá são de outra "marca".

segunda-feira, 25 de junho de 2007

Arnaldo Jabor

Nove meses atrás, Lula exigiu uma solução em 48 horas - e depois foi dormir por nove meses.
Em dez meses de crise, o governo já declarou o seguinte:

O psicanalista stalinista Tarso Genro disse que somos todos uns neuróticos com pressa;

O piadista ministro Mares Guia disse que a culpa é da Lei de Murphy - tudo o que pode dar errado, dá;

O pastoso e cochilante Waldir Pires já disse que devíamos rezar a Deus, e agora declarou em Paris que teremos um ano de caos;

O gaguejante Guido Mantega disse, depois de tantos fracassos, que isso é o preço do sucesso;

Marta Suplicy nos aconselhou o amor, pelo seu delicioso e eterno "relaxa e goza";

Nove meses atrás, Lula exigiu uma solução em 48 horas - e depois foi dormir por nove meses.

Mas o que é isso? Ninguém nos respeita mais? O presidente Lula tinha a obrigação moral de ir aos jornais, à TV, pedir desculpas ao povo e dizer que medidas estão sendo tomadas para resolver esta vergonha - se é que as há.

Com os R$ 23 milhões que o governo vai gastar com a contratação de mais 620 cargos cargos de confiança dava para resolver muita coisa.

Quando se encontra um defeito num carburador, qualquer fábrica de autopeças avisa a população. Será possível que Lula não se toca de que ele é o responsável, e que a população vai considerá-lo culpado por omissão?

Inimigos

Alguém avisa ao Jabor que o Lula nunca se toca de nada, nunca sabe de nada, nunca vê nada!

sexta-feira, 22 de junho de 2007

O Espetáculo do Crescimento

Pelo Blog do Josias

Nunca na história desse país a ocupação da engrenagem governamental rendeu tantos dividendos às arcas de um partido. Vai abaixo reportagem de Fábio Zanini, veiculada na Folha (assinantes):

“O crescimento da máquina administrativa do governo, sua ocupação por petistas e a criação de novos cargos têm rendido bons frutos ao caixa do partido. Nos quatro primeiros anos do governo Lula, houve um salto de 545%, já descontada a inflação, na arrecadação do "dízimo" com filiados que ocupam cargos de confiança no Executivo e Legislativo. O "dízimo" é um percentual do salário que cada um precisa recolher ao partido.

Só nesta semana, Lula anunciou duas medidas que aumentam novamente o gasto com servidores sem concurso: um reajuste salarial que chega a 140% em alguns casos e a criação de mais 600 cargos de confiança em vários ministérios. Já são mais de 2.000 cargos sem concurso criados pelo petista.

Inimigos

545% de aumento na arrecadação, mas a sede petista é maior. Com os novos 600 cargos e o aumento de 140%, serão R$ 500 milhões a mais, por ano, nos cofres petistas. Até a China morreria de inveja de tanto crescimento.

É bom lembrar que essa montanha de dinheiro não cai do céu. O Brasil que produz e trabalha, sustenta o Brasil dos parasitas.

quarta-feira, 20 de junho de 2007

Caos Made in PT


Dia 05/04/07 a Inimigos do PT postou o que se segue:

Desta vez vou apostar, não só meu mindinho, aposto o braço todo como a greve [dos controladores] vai voltar em questão de semanas. Nada se resolveu. Os controladores continuam insatisfeitos com as condições de trabalho. Trata-se de uma bomba relógio prestes a explodir.

Pois é... dez semanas depois o caos está de volta. Vou repetir o que já falei aqui: a única realização deste governo é o caos aéreo. O PT que votou contra a lei de responsabilidade fiscal; que foi contra o plano real; que foi contra as metas de inflação; que é contra as privatizações, hoje quer ser o responsável pela estabilidade econômica. Não é. A marca da administração petista está na foto acima. Ela resume a capacidade deste governo em enfrentar crises. Observem que se trata de uma crise onde não existe falta de recursos para saná-la, já que todas as empresas pagam gordas taxas para a manutenção do tráfego aéreo.

Todo mundo sabe que o PT é o partido da baderna. Essa crise é a cara do seu criador. Enquanto isso, o que faz o governo para debelar a crise? O ministro Mantega afirmou que a crise não existe. A ministra do turismo nos aconselhou relaxar e gozar. Goze-se com um barulho desses.


terça-feira, 19 de junho de 2007

22 Mil Afilhados

Pelo G1

Um dia depois de aumentar o salário das 21.563 pessoas que ocupam função de confiança no governo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva autorizou nesta terça-feira (19) a criação de mais 626 cargos comissionados. A decisão de criar os chamados DAS (Direção e Assessoramento Superior) reacende a briga de petistas, aliados e afilhados políticos do Palácio do Planalto por salários que vão de R$ 1,9 mil a R$ 10,4 mil. Na segunda-feira (18), o governo oficializou reajustes salariais aos comissionados, retroativos a 1º de junho de 2007, que variam entre 30,57% e 139,75%.

Com a criação dos novos cargos, a despesa extra da máquina pública será oficialmente de R$ 23,2 milhões por ano. Neste ano, o gasto chegará a R$ 13,5 milhões.

A autorização de Lula para criar os DAS foi publicada de forma camuflada na edição desta terça do "Diário Oficial da União".

Os novos cargos foram estabelecidos pela Medida Provisória 377 que cria a Secretaria de Planejamento de Longo Prazo, pasta que será ocupada pelo ex-crítico do governo Roberto Mangabeira Unger. Do total de DAS criados, 83 ficarão sob o comando de Unger, que ocupará o 37º órgão com status de ministério do governo Lula.

A maior parte dos novos cargos, 224, irá para a Secretaria do Patrimônio da União (SPU). As superintendências de desenvolvimento do Nordeste (Sudene) e da Amazônia (Sudam) terão direito a 140 cargos.

Inimigos
O governo nacional é pequeno demais para a sanha petista. Agora já são quase 40 ministérios; mais de 22 mil cargos comissionados; mais de 120 estatais.


O maior PIB do mundo tem quatro vezes menos cargos comissionados que o Brasil. A Inglaterra tem menos de 100 desses cargos.

Quem paga toda essa conta? Quem trabalha para que outros ganhem votos arrumando empregos de fachada? Quando os incompetentes e baderneiros petistas terão outra chance de ouro, como esta, de assaltar os cofres públicos?


segunda-feira, 18 de junho de 2007

Os três verbos lulistas

A psicologia invadiu os jornais. Entretanto, esta ciência de suma importância para a sociedade, foi banalizada por suas próprias autoridades. Espere, deixe-me explicar: autoridades em atinência à sociedade, jamais à psicologia. Pessoas que não deveriam ter ultrapassado a barreira dos consultórios de paredes mal pintadas e cujos móveis possuem um ar de mofo, tão necessários às prostitutas e gigolôs que passam por momentos sobremaneira difíceis em sua vida profissional. Para estes atores sociais, coaduna-se perfeitamente, nos tempos de peripécia na sua atividade laborativa, a frase: “Calma, relaxe e goze um pouco.”

Longe de mim a discriminação, mas não confundamos os papéis. Foi o que a Ministra fez. Certamente ela se imaginou em seu habitat normal, num prostíbulo da política ou literal, se lambuzando do gozo proporcionado pelos respectivos prazeres que tais situações podem trazer para os mais fracos e debilitados. Certamente também tenha sido esta a confusão procedida pelo Excelentíssimo Presidente nas suas últimas declarações. Acho que ao fecharem os olhos e sentarem, eles gozam tanto que esquecem que chegaram aonde não deviam. Não confundamos os papéis, cada um desempenha importante função nesta sociedade.

O pior: assim como a mentira requer um mentiroso e um enganado, o gozo requer um gozador e um gozado. E este último somos nós! Engraçado como entramos no camarim da troca de papéis inevitavelmente e involuntariamente. Trocaram-nos com as rosas secas, massacradas pela profissão ou pela falta de ética na condução do destino deste país. Não! Senhora Ministra, não sou um de seus clientes e nem tão pouco pretendo me lambuzar do poder. Também não lhe prestarei nenhum serviço, seja ele sexual ou de qualquer natureza.

Imagino o prazer de sentar no poder e ser um gozador. Não vi Lula fazer outra coisa. Enquanto isso os que recebem o liquido meloso que provém do trono dos que gozam, padecem de fome. E a Ministra quer que sigamos o exemplo deste governo para a solução dos nossos problemas: Sentar, relaxar e gozar. Muito bom para outros atores sociais, já citados. Na minha vida não aplico os três verbos lulistas, mas oro a Deus, sou abençoado e abençôo, sempre com atitudes positivas!

Muito grato com sua oportuna colocação. Digo isto em face de me ater as limitações das pessoas: não podemos cobrar mais de Sua Excelência. Entretanto, o povo brasileiro não chegou ao ponto, ainda, de precisar de consultoria sexual. Não confundamos os papéis, cada um desempenha importante função nesta sociedade. E receio de que a digníssima ministra não deveria ter saído da psicologia sexual.

Renato César

quarta-feira, 13 de junho de 2007

"Relaxa e Goza"


Pelo Estadão

A ministra do Turismo, Marta Suplicy, sugeriu aos passageiros enfrentar as dificuldades nos aeroportos do país com um velho ditado: "relaxa e goza". O comentário foi feito nesta quarta-feira (13) após o lançamento do Plano Nacional do Turismo, que prevê investimentos de cerca de R$ 984 milhões na promoção interna e externa do Brasil até 2010. Ao ser perguntada sobre o que dizer aos turistas diante dos recentes problemas nos aeroportos, a ministra, que é sexóloga, afirmou: “Relaxa e goza porque você vai esquecer dos transtornos”.

Inimigos

Quanta falta de bom senso! Quanta falta de educação! Quanta falta de respeito a nós brasileiros que retiramos parte do nosso suado trabalho para pagar o salário de gente como essa indecente senhora. É revoltante.

O asco que sinto da quadrilha petista é incomensurável. Não basta ter que pagar o salário de gente com Waldir Pires nem da ministra racista. Agora, temos que assistir o escárnio público. Temos que testemunhar o pendor sádico de gente como essa senhora que parece ter prazer em ver as pessoas a se amontoarem nos aeroportos.

Não, Marta. Nós não vamos gozar nem relaxar. A senhora é que pode gozar hoje da nossa cara, mas você já tisnou o seu cargo com as cores da sua imoralidade.

O PROBLEMA É O NÍVEL!!

O problema não é bem o que os petistas FALAM, nem mesmo o que PENSAM, ou NO QUÊ acreditam... apesar de discordar deles, ainda acho que a pluralidade de idéias é essencial para a evolução de qualquer sociedade.
POR ISSO MESMO, uma das maiores falhas dos petistas cabecinhas é justamente a de aceitarem essa "imposição" do PT e de Lulla, que os fazem acreditar que "todo aquele que fala mal do Lulla é elite, preconceituoso, rico e insensível".

Para que a filosofia petista continue valendo, os eleitores do ParTido não podem tomar contato com idéias controversas, pois isso os fará pensar e... "Pensando, logo Desistem". ENTÃO, por conta dessa alienação necessária, o que temos são pessoas pouco politizadas, que ainda usam termos e nomeclaturas obsoletas, e disseminam uma ideologia pobre e inviável!

Além de ignorantes, os petistas acabaram se tornando imorais, mesmo que não tenham percebido. São precipitados em suas conclusões, imaturos em suas reivindicações e completamente ineficazes, tanto na oposição quanto no governo.

Na OPOSIÇÃO, não tinham pudor nenhum em condenar sem provas, criticar a política (fosse qual fosse), pedir impeachment sem se preocupar com a "governabilidade", retaliar os projetos sociais (em detrimento do povo), distorcer fatos, armar boatos, atribuir culpa, punir colegas que fossem contra a "ideologia do ParTido", etc.
De repente, no GOVERNO... tudo mudou! Para condenar alguém é preciso ter provas circunstanciais, materiais, testemunhais, periciais, oficiais e, depois de todas essas, ainda possuir uma carta do dito corrupto, com firma reconhecida em cartório, confessando o crime (ops! Agora é ERRO).

No GOVERNO, petistas acham que todo aquele que se atreve a discordar e, conseqüentemente, criticar a política praticada é GOLPISTA. Aquele que ousa questionar a conduta moral do Presidente Lulla é "direitista" e/ou tucano. Aquele que for contra a política econômica do PT está contra a economia do BRASIL (e "AI" daquele que se lembrar do asco do PT em relação a essa política "neoliberal" quando era OPOSIÇÃO), figuras antes respeitadas e ativas no ParTido foram sumariamente convertidas ao papel de "inimigos públicos nº 1 dos petistas"...

E, MESMO DEPOIS DE TANTAS INCOERÊNCIAS, ROUBOS, DESMANDOS e ATITUDES ANTI-DEMOCRÁTICAS; os petistas manipulados continuam a repetir exatamente aquilo que o ParTido manda.

Agora, no governo, com o poder nas mãos, comportam-se com a mesma leviandade com quê praticaram oposição por tantos anos. Eternas VÍTIMAS, continuam a usar o mesmo discurso, em uma realidade completamente diferente, causando um grande mal-estar entre aqueles que esperavam um pouco mais dos que se diziam "defensores da ética e da moral".

Impedidos de pensar, levados a aceitar, os eleitores petistas agora protegem os corruptos e banalizam a corrupção. Falam em arrogância, mas não questionam a falácia de Lulla, em palanques, promulgando-se o eterno baluarte da honestidade brasileira. Pedem respeito, mas pisoteiam na nossa indignação, mostrando que a democracia desse governo se limita ao PT, e aos PETISTAS, apenas...

No campo do "ACHISMO", eles são os campeões!
A partir de nossas idéias, ACHAM que somos ricos, elite, direita, esquerda, preconceituoso, homem, mulher, preto, branco, fascista, isso, aquilo, etc... Haja paciência!
E É AQUI QUE ENTRA O MEU DIREITO de abandonar a educação, a ética, a moral, a verdade, ou o que EU bem entender. Afinal, enquanto Lullinha e seus amigos roubam, petistas questionam a MINHA ( e a sua) idoneidade.
Para condenar os políticos petistas não há prova que baste; mas nós, não-petistas, somos condenados e rotulados apenas pelas nossas idéias e pelas verdades que defendemos!!

Em suma, o PT presta um desserviço à Nação!!!

terça-feira, 12 de junho de 2007

Nem na Alemanha Nem Aqui

Antônio Henriques já havia comentado num post a irritação de nossa majestade cega - nunca vê nada, nunca sabe de nada - com as perguntas sobre seu irmão doente mental - não tem cabeça prá fazer lobby. Eu continuo acreditando que a família Inácio da Silva ainda vai acabar com o Brasil, mas vamos ao post do colega.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reagiu com certa irritação nesta quinta-feira (7) ao ser questionado sobre informações de que seu irmão mais velho, Genival Lula da Silva, o Vavá, pedia propina ao ex-deputado estadual Nilton Servo, preso na Operação Xeque-Mate por suspeita de envolvimento em exploração de caça-níqueis. Lula está em Berlim para uma reunião com líderes mundiais. "Não acho justo, depois de uma reunião com cinco países importantes para tratar de um assunto dessa magnitude, você me perguntar uma coisa que eu poderia falar com você na segunda-feira, em São Paulo, na terça-feira em Brasília, na quinta-feira no Rio de Janeiro, aonde você quiser perguntar", respondeu a um jornalista. Lula, que já deu declarações defendendo o irmão, preferiu deixar o assunto para depois. "Eu, hoje (quinta) e amanhã (sexta), quero falar exatamente do G-5 e do G-8. Na segunda-feira, você pode me perguntar o que você quiser da política interna que lhe responderei de peito aberto e de coração muito aberto", completou.

Como homem de palavra que sempre foi, vejam a atitude do irmão cego aqui no Brasil, quando tentaram perguntar sobre o irmão doido. (Pelo blog do Josias)

Na sexta-feira (8), último dia de sua viagem à Alemanha, Lula irritou-se com os jornalistas que desejam arrancar dele um comentário sobre o indiciamento de seu irmão na Operação Cheque-Mate. “Na segunda-feira (11), vocês podem perguntar o que quiserem de política interna.” Disse que responderia “de peito aberto”. Não respondeu. Em verdade, nem permitiu que se perguntasse coisa nenhuma. Teve duas aparições públicas nesta segunda. Mas esquivou-se dos repórteres. Falou sobre Vavá, o irmão encrencado. Mas só num encontro reservado com os ministros que integram a coordenação de governo. Ali, a portas fechadas, defendeu a adoção de medidas que coíbam “excessos” como o vazamento de informações sigilosas dos inquéritos policiais. No último sábado, conforme noticiado aqui no blog, Lula irritara-se com a veiculação de diálogos telefônicos de seu irmão Genival Inácio da Silva.
Teve duas oportunidades de cumprir a promessa que fizera aos repórteres na Alemanha. A primeira, pela manhã, no Planalto, quando participou da solenidade de recepção da tocha dos jogos Pan-Americanos. Esteve lado a lado com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), também às voltas com o vírus da suspeição. Depois, à tarde, nos festejos do 142º aniversário da Batalha do Riachuelo, no Grupamento dos Fuzileiros Navais, em Brasília. Limitou-se, porém, a acenar para os repórteres. Nada de entrevistas. Quanto às medidas para coibir os supostos “excessos” da PF, virão num pacote que inclui uma cartilha com regras a ser seguidas nas operações especiais da política e num projeto de lei que vai regular as escutas telefônicas. A cartilha já foi redigida. O texto foi distribuído a diretores da PF, para que ofereçam sugestões. Menciona do uso de armas e algemas ao relacionamento com a imprensa. O projeto do grampo já existe. Foi elaborado durante a gestão do ex-ministro Marcio Thomaz Bastos. Tarso Genro o desengavetou e deve promover ajustes antes de enviá-lo ao Congresso. A versão original não era boa. Foi à gaveta depois de ter sido crivada de críticas.

Esse é o nosso presidente! Ele não está irritado por que seu irmão vendia prestígio em Brasília, a irritação dele é por que a sociedade tomou conhecimento do fato!

E como o irmão que nunca sabe de nada vai resolver a questão? Vai mandar um projeto de lei para o congresso com o objetivo de calar a PF. Agora, sim. Fica tudo resolvido: um irmão é cego; o outro é doido e a PF será muda.

segunda-feira, 11 de junho de 2007

Nunca é tarde para se envergonhar de suas escolhas, nunca é feio dizer "eu errei", jamais será crime acreditar sem conhecer... mas, tudo tem limite, até mesmo a boa-fé!

Vejo alguns petistas "comemorando" as "ações da PF, "comemorando" o fato do irmão do presidente, e seu compadre, estarem envolvidos até o pescoço com a máfia dos caça-níqueis. Caso o Brasil fosse realmente sério, a essas alturas não estaríamos presenciando "comemorações", e, sim, um movimento social e democrático, de cidadãos honestos e pagadores de impostos, exigindo que essa QUADRILHA deixe o poder.

Estaríamos, SIM, vendo uma acão realmente enérgica de uma imprensa indignada e investigativa, sem medo da choradeira petista, sem medo de ser taxada de "direita" ou "esquerda", sem vínculos políticos e muito menos, politiqueiros, botando a "boca no trombone", em alto e bom som, para que todos saíssem de suas casas e fizessem alguma coisa pelo País.

Ao contrário, percebemos um Lula confortável, ilibado, blindado, como se "não tivesse nada a ver com isso". Se bobear, ele diz que não conhecia o próprio irmão... e nem sabia que tinha um "compadre"... mais um pouco, ele tira um novo perído de "férias", enquanto o País afunda na lama produzida pelo seu ParTido nefasto e ideologicamente falido. Quem sabe, Lula vá até exigir desculpas, de todos nós, por tê-lo "investigado"... mais um pouco, a PF vai ser condecorada, porque sem-querer fez seu trabalho (mesmo que no final o Judiciário também faça a "sua parte", e tudo acabe em pizza)...

Pois eu digo: orgulho UMA OVA!

Sinto VERGONHA cada vez que vejo Luís Ignácio no jornal, impetuoso e inabalável, comentando sobre o último amistoso da seleção.

Sinto ASCO cada vez que vejo um de seus "coligados" batendo no peito e dizendo que "ninguém tem prova de nada"...

Sinto TRISTEZA cada vez que vejo um eleitor endossando uma sacanagem de político, ou protegendo Lula, como se ele fosse melhor e maior do que todos os brasileiros!!

Por isso que eu digo; não tenho vergonha de sentir vergonha. Não quero fingir que "está tudo bem". Afinal, "sou brasileira e não desisto nunca"!!

sexta-feira, 8 de junho de 2007

Sim, mas não se irrite...


Do G1:


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reagiu com certa irritação nesta quinta-feira (7) ao ser questionado sobre informações de que seu irmão mais velho, Genival Lula da Silva, o Vavá, pedia propina ao ex-deputado estadual Nilton Servo, preso na Operação Xeque-Mate por suspeita de envolvimento em exploração de caça-níqueis. Lula está em Berlim para uma reunião com líderes mundiais.

"Não acho justo, depois de uma reunião com cinco países importantes para tratar de um assunto dessa magnitude, você me perguntar uma coisa que eu poderia falar com você na segunda-feira, em São Paulo, na terça-feira em Brasília, na quinta-feira no Rio de Janeiro, aonde você quiser perguntar", respondeu a um jornalista.

Lula, que já deu
declarações defendendo o irmão, preferiu deixar o assunto para depois. "Eu, hoje (quinta) e amanhã (sexta), quero falar exatamente do G-5 e do G-8. Na segunda-feira, você pode me perguntar o que você quiser da política interna que lhe responderei de peito aberto e de coração muito aberto", completou.

Meus amigos, o presidente cara-de-pau tem coragem de irritar-se ao ser perguntado sobre o seu irmão corrupto.

Recordemo-nos de outras figuras próximas do presidente, como Lulinha, Osvaldo Bargas, Freud Godoy, Paulo Okamoto e agora Vavá, fora aqueles dos quais esqueci.

Começo a achar que o PT e seus membros já criaram tantos escânda-los para que o nome de ninguém fique gravado em nossas memórias.

Dessa forma, o nome de José Dirceu fica muito para trás. Aliás, como é mesmo o nome daquele calhorda dos correios que começou toda a história do mensalão?

PS: Estarei fora do país por duas semanas, de modo que não postarei no período. Se não voltar não estranhem, devo ter achado lugar melhor para viver...

terça-feira, 5 de junho de 2007

A Liberdade Petista


Pelo G1

O assessor especial da Presidência da República para Assuntos Internacionais, ministro Marco Aurélio Garcia, saiu ontem em defesa do presidente venezuelano Hugo Chávez. Garcia afirmou que, ao tirar do ar a emissora RCTV, no último minuto do dia 28, "Chávez não fez nada de ilegal nem violou os princípios da liberdade de expressão".
"Não julgamos que tenha sido violada nenhuma regra democrática. Andei não poucas vezes pela Venezuela. Em raros países eu vi a imprensa falar com tanta liberdade quanto na Venezuela", disse.

Vejam só o que petista acha que significa liberdade. Imaginem o que eles querem fazer conosco!

Não admira a defesa do Sargento Garcia ao regime Venezuelano. Quem tem coragem de defender Fidel Castro e seus 17 mil assassinatos, não poderia se comportar de maneira diferente quando o assunto é Chavez.

Nós da inimigos estamos preparando uma vaquinha. Como nosso amigo Garcia gosta tanto da liberdade venezuelana, faremos uma campanha na intenção de arrecadar fundos para financiar uma passagem só de ida para lá. Assim, nosso amigo poderá curtir sua liberdade.

Por favor, Garcia. Nos deixe. Vá morar na Venezuela ou em Cuba. Você será mais feliz lá e nós seremos mais felizes aqui.

domingo, 3 de junho de 2007

Os Democratas

Pela Folha online


O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, mandou "para o inferno" os críticos de sua decisão de não renovar a concessão do canal oposicionista RCTV e fez ameaças veladas a outros veículos de comunicação.

O líder venezuelano também reservou palavras duras para os universitários que fizeram protestos nos últimos dias. Chávez discursou para uma multidão de simpatizantes, que marchou hoje pela capital Caracas, em um desagravo aos protestos dos últimos dias contra a não renovação da concessão da RCTV.

"Vão para o inferno, representantes da oligarquia internacional. Nós mandamos vocês para o inferno daqui da ruas da liberdade, pelo povo livre da Venezuela", disse ele para a multidão.

"No caso do canal da velha burguesia [a RCTV], nós fomos muito pacientes e esperamos até que a concessão terminasse, mas que ninguém acredite que vai ser sempre assim. Uma concessão pode terminar antes do tempo estabelecido, por violações à constituição, às leis, por terrorismo de imprensa, por muitas coisas", acrescentou.

A retirada da RCTV do ar não pára de causar polêmica e protestos no país, já que muitos questionam se a decisão de Chávez pode representar uma ameaça para a democracia na Venezuela. Neste sábado, na Cidade do México, um pequeno grupo de manifestantes se reuniu em frente à embaixada da Venezuela para protestar contra a decisão de Chávez.


Lula morre de inveja de Chavez, gostaria de perpetrar aqui o mesmo golpe que seu mestre deu na Venezuela. Nossa sorte é que apesar dos ataques permanentes às instituições nos últimos 4 anos, elas ainda permanecem de pé. Mas não falta empenho petralha para acabar com elas.

sábado, 2 de junho de 2007

Fique por aí Alteza...

Do G1, portal de notícias da Globo.com:


02/06/2007 - 15h07 - Atualizado em 02/06/2007 - 15h53
Lula deixa Londres, mas não comenta Chávez

"Não falei com ele", limitou-se a dizer o presidente Lula. Já Celso Amorim disse que as relações entre os dois países não estavam normais.

Da Agência Estado

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou Londres no final da tarde (13h30 de Brasília), com destino à Índia, próxima etapa da viagem internacional que se prolongará até a próxima semana, no encontro do G8, na Alemanha.
Na saída da embaixada, o presidente não quis comentar a polêmica envolvendo a Venezuela e o Brasil, suscitada pelas críticas do presidente Hugo Chávez ao Congresso brasileiro. "Não falei com ele", limitou-se a dizer. Pela manhã, o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, disse em entrevista coletiva que as relações entre os dois países não estavam normais. "Minha expectativa é de que todos os arroubos retóricos possam refluir e que as relações possam voltar à normalidade que têm. Isso exige capacidade de contenção de todos", comentara o chanceler. Na sexta-feira (1), o embaixador da Venezuela em Brasília havia sido convocado a comparecer no Itamaraty para explicar as declarações de Chávez a respeito do parlamento brasileiro. Na quinta-feira, o venezuelano havia declarado, em meio a outros ataques ao Senado brasileiro, que "o povo do Brasil não merece que o Congresso apareça repetindo como um papagaio o que dizem em Washington". A crítica havia sido suscitada por uma moção aprovada pela Comissão de Relações Exteriores do Senado, que pediu ao governo venezuelano que reconsiderasse a proibição de que o canal de televisão RCTV, tido como de oposição, transmitisse seu sinal.

Uma vez que a economia (legado do governo tucano, não esqueçam), tem demonstrado andar com as próprias pernas e que sua Alteza tem deixado clara a sua incapacidade de governar qualquer coisa, inclusive a própria língua, deixo aqui aqui uma sugestão:

FIQUE POR AÍ LULA, A ÍNDIA TE ESPERA DE BRAÇOS ABERTOS.